Necklift É a cirurgia de correção das disfunções estéticas do pescoço cuja finalidade é melhorar o ângulo formado pela mandíbula e pescoço (ângulo cervicomandibular), alterado pelo processo de envelhecimento. A intervenção, quando limitada a esta zona, pode ser realizada sob anestesia local e de forma ambulatorial. A cicatriz resultante fica escondida na parte inferior do mento ou, em alguns casos, na mucosa do lábio inferior ao nível da inserção com a gengiva (LANDECKER, 2009).

Há dois tipos de cervicoplastias (ARQUERO, 2009):

  • Lipoescultura cervical: indicada para o acúmulo de gordura na região do pescoço. É recomendada para pacientes com mais idade e havendo flacidez cutânea e excesso de pele, exigem, além de lipoescultura, um lifting cervical para eliminar o excesso.
  • Estiramentos musculares: normalmente este tratamento é realizado no transcurso da cirurgia de lifting cervical e consiste em aproximar a musculatura para levantar o ângulo ou em ressecção e aproximação das bandas musculares.

Anatomia do pescoço

O pescoço é a parte do corpo dos vertebrados que une a cabeça ao tronco. É formado por sete vértebras cervicais que se articulam com o crânio, com as clavículas e com a porção inferior da coluna vertebral e é suportado por vários músculos que dão à cabeça os seus movimentos.

No interior do pescoço encontram-se a laringe e a traqueia e, por trás dessas, a parte superior do esôfago. Na parte frontal, estas estruturas e, ainda, a glândula tireóide são protegidas, de cima para baixo, pelo osso hióide, a cartilagem tiróide e a cartilagem cricóide. Lateralmente, sob a pele, estão os músculos esternocleidomastóideos, os dois ramos da artéria carótida e da veia jugular e a glândula submandibular, por baixo da mandíbula.

  • Disfunções estéticas do pescoço:
    Acúmulo de gordura e flacidez no pescoço: presença de gordura localizada e sobra de pele na região do pescoço dando aparência de “queixo duplo”.
  • Alterações musculares: podem ser decorrentes de baixas inserções nos músculos da boca ou à hipertrofia e ptose das bordas do músculo platisma ou bandas platismais. Em ambos os casos, o tratamento exige manipulação dos músculos.